Era um curso de extensão para alunos de graduação em Engenharia Elétrica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. O foco do curso é nos conceitos de Programação Orientação a Objetos, usando Java como a linguagem de programação.

De 2006 a 2013 o curso foi oferecido pelo Programa de Educação Continuada da Poli-USP (PECE). Em 2014 o curso deixou de ser oferecido pelo PECE já que o conteúdo dele foi absorvido pela disciplina “PCS3111 – Laboratório de Programação Orientada a Objetos para Engenharia Elétrica“, que é oferecida para alunos de 1º ano de Engenharia Elétrica. Em 2015 e 2016 foi oferecido um curso “resumido”, com apoio do CEE e do PCS, reforçando conceitos da OO e ensinando a linguagem de programação Java.

De 2006 a 2007, o projeto era o de uma biblioteca. De 2008 a 2011, os alunos desenvolveram um jogo de truco (a interface homem computador está disponível aqui). Em 2012 e 2013 o projeto foi um jogo de pôquer (a interface homem computador está disponível aqui). Em 2015 e 2016 o projeto foi um jogo de RPG.

Oferecimentos

Estatísticas

A seguir são apresentadas algumas estatísticas do curso até 2013. Primeiramente, a aprovação dos estudantes é apresentada a seguir. A taxa de aprovação varia bastante, mas de uma forma geral é entre 50% e 70% dos alunos. Como a nota final depende de um projeto, muitos alunos que desistem de implementar o projeto acabam não fazendo a prova. Dessa maneira, caso se considere apenas os alunos que fazem a prova, a aprovação passa de 70% a 90%.

Aprovação dos estudantes do curso de POOJ

As médias dos alunos é apresentada a seguir. Apesar de a nota final ser uma média aritmética das notas do projeto e da prova, a nota final é, em geral, muito próxima à nota do projeto. Ou seja, o projeto é um bom indicador do progresso do aluno no curso.

Média dos alunos do curso POOJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*